Lote gera polêmica e divisões na Câmara