? Água é tema de exposição no Solar | Gazeta de São João del-Rei - O Jornal do Campo das Vertentes
SÃO JOÃO DEL-REI, Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2019  •  Ano XXI  •  O Jornal do Campo das Vertentes

Água é tema de exposição no Solar

Famoso pelo trabalho sacro, o artista são-joanense Carlos Calsavara promete surpreender o público com sua primeira exposição solo, Memória Líquida, aberta ao público neste mês no Centro Cultural da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) . O conjunto de esculturas à mostra a partir de quinta-feira, 6 de junho, tem a água como tema por um simples motivo: o recurso natural fascina Calsavara  desde sempre e proporciona ao artista memórias agradáveis da infância. “Foi inconsciente. Sempre me senti envolvido pela natureza. Os riachos da cidade são parte significativa da minha história”, explicou. Não por outro motivo a escolha do nome Memória Líquida para a coleção.

Exposição com traços barrocos tem inspiração na infância do próprio artista e em trabalhos de Leonardo Da Vinci - Foto: Divulgação

Exposição com traços barrocos tem inspiração na infância do próprio artista e em trabalhos de Leonardo Da Vinci – Foto: Divulgação

Para chegar à exposição no Solar da Baronesa, Calsavara passou oito anos observando a fluidez aquática. A mostra, porém, não significa uma ruptura na forma de trabalho do artista. O tema pode fugir ao religioso, mas as formas usadas para representar a água remetem a estilos muito familiares no trabalho manual do são-joanense.

Inspiração
Inspirado pela arte sacra barroca e pelos estudos das águas feitos por Leonardo Da Vinci, durante anos Calsavara observou o líquido em sua singularidade e, a cada trabalho, passou a valorizar recursos hídricos e pesquisar mais sobre o assunto.

As esculturas do artista apaixonado pela natureza mineira e que imitam o movimento da água são feitas de cerâmica, além de materiais industriais ou mesmo alternativos, como sucata. No acabamento, Calsavara optou por usar tinta automotiva que, segundo ele, dá maior brilho e vivacidade à escultura.

Os amantes da arte e da natureza poderão prestigiar o trabalho do artista até o próximo dia 23. A exposição será aberta de 8h às 20h de segunda a sábado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *