? Transporte público e participação | Gazeta de São João del-Rei - O Jornal do Campo das Vertentes
SÃO JOÃO DEL-REI, Terça-feira, 23 de Maio de 2017  •  Ano XIX  •  O Jornal do Campo das Vertentes

Transporte público e participação

As ruas históricas de São João del-Rei foram tomadas por mais de 6 mil pessoas em junho de 2013. No auge de manifestações contra a corrupção e por mudanças políticas em todo o país, a cidade testemunhou uma passeata talvez sem precedentes no território.

Uma das pautas na mobilização, aliás, era local: o transporte público urbano. Não demorou para que viesse o primeiro resultado: a Justiça suspendeu, à época, a licitação vigente.
O mesmo assunto voltou à tona com polêmica, impasses e reclamações nas redes sociais. O motivo: aumento de 9% nas tarifas para passageiros que transitam dentro do município. A porcentagem, acima da inflação acumulada em 2016 (de 6,74%), fez com que sair do Matosinhos e chegar ao Tijuco, por exemplo, passasse a custar R$3. Pouco menos do que é cobrado por um ticket no metrô de São Paulo, por exemplo (R$3,80); e R$0,25 acima do estipulado em Juiz de Fora.

Na prática, quem precisa de duas conduções uma para ir e uma voltar do trabalho ou faculdade terá que desembolsar R$6 diariamente. Reclamar nas redes sociais sobre essa questão, sem protestos como os de 2013, teve lá seus resultados – ao contrário do que muita gente poderia acreditar.

A situação fez surgir em São João um frenesi intenso de questionamentos e críticas que foram parar na Câmara nesta semana, podendo render uma Audiência Pública para debater o assunto. O evento ainda não foi agendado. Mas é aí que entra outro ponto importante: cabe a nós cobrar para que de fato aconteça.

Sabemos que a voz da coletividade, que precisa ser ouvida além das urnas, é forte. Muito forte. Boa leitura.

Você pode ir para o final e deixar um comentário.

Deixe um comentário