? Hemominas precisa de doadores de sangue | Gazeta de São João del-Rei - O Jornal do Campo das Vertentes
SÃO JOÃO DEL-REI, Terça-feira, 23 de Maio de 2017  •  Ano XIX  •  O Jornal do Campo das Vertentes

Hemominas precisa de doadores de sangue

“Esse é um remédio que você não encontra em farmácia”. É o que Maria Aparecida Giarola, do Setor de Captação do Hemominas de São João del-Rei, diz ao ser questionada sobre a importância de se doar sangue. Atualmente, aliás, a entidade está com o estoque baixo dos tipos O- e A- e tenta sensibilizar as pessoas a ajudarem.

Integrantes da Guarda Municipal de São João del-Rei se mobilizaram  - Foto: Helvister Geraldo de Resende/Divulgação

Integrantes da Guarda Municipal de São João del-Rei se mobilizaram – Foto: Helvister Geraldo de Resende/Divulgação

Proporções
Só quem já sofreu ou acompanhou alguém com alguma enfermidade, sentiu na pele a importância desse procedimento. Doar sangue vai muito além de um ato de solidariedade. Através do sangue, é feito o transporte de nutrientes, oxigênio, hormônios e anticorpos. Sendo assim, sua principal função é promover a manutenção da vida do organismo.

Ainda assim, uma pequena porcentagem de brasileiros compõe o número de doadores efetivos nos centros de coleta. De acordo com estimativas, mais de 5 mil bolsas de sangue são consumidas diariamente no Brasil, um país em que menos de 2% da população doa o material biológico. De acordo com a ONU, o “ideal” seria uma taxa entre 3% e 5%.
Considerando isso, o Hemominas de São João del-Rei tem reunido forças para aumentar o banco de sangue da instituição local.

Campanha Sangue Azul-Marinho
Diante dessa realidade, a Guarda Municipal de São João del-Rei realizou durante o mês de abril a campanha Sangue Azul-Marinho. O nome faz relação à cor da farda utilizada pela equipe, que compareceu ao Hemominas e, de acordo com a equipe da instituição, contribuiu com mais de 20 doações. “O sangue é um remédio que depende do doador. Por isso, é importante as campanhas e esses movimentos, como o da Guarda Municipal, porque nos ajudam muito a manter nosso estoque. Eles fizeram um trabalho excelente”, comenta Aparecida.

Incentivo a doação
De acordo com ela, apesar do sucesso da campanha promovida pelos guardas municipais, o Hemominas enfrenta baixas. “Necessitamos bastante dos tipos O- e A-. O O+ também caiu bastante após o feriado”, diz. Aparecida também esclarece que, após doar, o voluntário aguarda poucos meses e já pode repetir o procedimento. “É importante ter e estar em boa saúde, não ter tido Hepatite após 11 anos de idade, pesar acima de 50 quilos, ter idade entre 18 e 69 anos e não ter sido exposto a situações de risco para doenças sexualmente transmissíveis. Menores de 16 e 17 anos também podem doar, desde que autorizados pelos responsáveis”, informa. Para outros detalhes sobre o procedimento de doação, basta acessar www.hemominas.mg.gov.br. O Hemominas de São João del Rei funciona de segunda a sexta, somente pela manhã, na Rua Prefeito Nascimento Teixeira, nº 175, Bairro Segredo.

Você pode ir para o final e deixar um comentário.

Um comentário para “Hemominas precisa de doadores de sangue”

  1. sebastião milagres disse:

    Doar Ato humanitário, no qual, você salva quatro vidas. Tá dado o recado?

Deixe um comentário