? PSFs em São João serão instalados em dezembro | Gazeta de São João del-Rei - O Jornal do Campo das Vertentes
SÃO JOÃO DEL-REI, Domingo, 19 de Novembro de 2017  •  Ano XX  •  O Jornal do Campo das Vertentes

PSFs em São João serão instalados em dezembro

Moradores do Matosinhos, da Colônia e da Cohab vão esperar por pelo menos mais dois meses até que as cinco equipes do Programa Saúde da Família (PSFs) prometidas por Nivaldo Andrade (PSL) sejam implementadas.

 O Bairro Colônia do Marçal será um dos contemplados com as equipes do Programa Saúde da Família - Foto: Gazeta

O Bairro Colônia do Marçal será um dos contemplados com as equipes do Programa Saúde da Família – Foto: Gazeta

Agora, a previsão da Secretaria Municipal de Saúde é de que elas passem a atuar a partir de 1º de dezembro. Durante campanha, Andrade estipulou a criação desses grupos do PSF em até 70 dias do início de seu mandato. Passado o prazo, outras duas datas foram divulgadas – uma em agosto e outra em novembro, um mês após profissionais de Saúde aprovados em Processo Seletivo serem convocados. Algo que não aconteceu.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, José Marcos Ferreira, a escassez de recursos no setor foi o impedimento para que as equipes de PSFs fossem efetivadas. “Nos últimos meses, precisamos destinar verbas para cobrir investimentos na UPA. Caso contrário, ela estaria ameaçada”, disse.

Estrutura
Segundo Ferreira, as equipes serão implementadas dentro de estruturas já utilizadas como Unidades Básicas de Saúde (UBS), sendo duas no Matosinhos, duas na Colônia e uma no complexo da Cohab.
Em Processo Seletivo realizado em agosto, mais de 40 pessoas foram aprovadas para ocuparem três vagas para Médicos, quatro para Enfermeiros, oito para Técnicos em Enfermagem e outras 28 para agentes de Saúde.

A previsão do próprio secretário em entrevista à Gazeta, na época, era de que todos já estivessem passando por cursos preparatórios em outubro. Neste mês, a situação mudou. “Não vamos voltar atrás na implantação das equipes do Programa de Saúde da Família. No entanto, é preciso entender que todas as administrações públicas são imprevisíveis. Mais ainda em momentos de crise. E a Saúde é uma área diretamente afetada”, explicou.

E completou: “No nosso caso, há impasses com relação a verbas que deveriam chegar aos cofres do Executivo para abastecer a UPA e, ao cobri-los, perdemos recursos suficientes para colocar os PSFs em ação. Nesta semana, estivemos em Belo Horizonte para pedir soluções à Secretaria de Estado de Saúde. A ideia é convocar os aprovados do Processo Seletivo em novembro e tê-los atuando nos postos já em 1º de dezembro”.

Promessas
Em junho deste ano, o vereador Francisco Eduardo César de Paula (REDE) usou a tribuna da Câmara para cobrar o cumprimento da promessa de Andrade, que disse haver planos para que os PSFs fossem implementados em breve.

A Gazeta fez matéria sobre o assunto e, durante conversa com o secretário municipal de Saúde, José Marcos Ferreira, a estimativa era de que estivessem em operação já no mês de agosto.

Na realidade, porém, aquele mês foi marcado pela seleção dos profissionais que atuariam nessas equipes. O grupo demandará investimentos de aproximadamente R$100 mil mensais com folhas de pagamento que terão auxílio de repasses da União após os 90 primeiros dias atuação dos grupos.