? Vereadores debatem mudança na Prefeitura | Gazeta de São João del-Rei - O Jornal do Campo das Vertentes
SÃO JOÃO DEL-REI, Domingo, 19 de Novembro de 2017  •  Ano XX  •  O Jornal do Campo das Vertentes

Vereadores debatem mudança na Prefeitura

Mudança no nome de funções, aumentos salariais, cargos de confiança à disposição, impacto econômico e extinção de cargos foram alguns dos pontos debatidos na Câmara de Vereadores de São João na Reunião Ordinária da última terça-feira, 17, quando se debatia o Projeto de Lei nº 7.114. A proposta dispõe sobre a organização e estrutura da Prefeitura local.
Na prática, a indicação do Executivo, que teve aprovação em primeiro turno, recebeu votos contrários dos vereadores Francisco de Paula (REDE); Leonardo Silva (PSDB); e Lívia Guimarães (PT), estabelece alteração em cinco cargos da Administração Municipal.

Secretária de Governo, Adriana Rodrigues, participou da sessão - Foto: Assessoria da Câmara / Divulgação

Secretária de Governo, Adriana Rodrigues, participou da sessão – Foto: Assessoria da Câmara / Divulgação

Assim, a Secretaria Especial de Gabinete se torna Assessoria Especial de Gabinete; a Superintendência de Processos Licitatórios passa a ser Assessoria Especial de Processos Licitatórios; a Superintendência de Contabilidade se torna Assessoria Especial de Contabilidade; a Superintendência de Execução Projetos e Obras muda para Assessoria Especial de Execução de Projetos e Obras; e a Diretoria de Transportes se torna Superintendência de Obras.

Presença
A reunião contou ainda com a presença da secretária de Governo, Adriana Aparecida Rodrigues, que ocupou a Tribuna da Casa para esclarecer as dúvidas dos vereadores.

Adriana afirmou que a mudança é para valorizar funcionários que têm atuação além do estipulado em seus cargos.

“São pessoas que merecem reconhecimento. O projeto trará um impacto financeiro mensal de R$5.734. Inclusive já fizemos todos os estudos sobre isso. Os salários e 13º dos funcionários estão garantidos sem atrasos, como tem ocorrido desde o início do governo Nivaldo”, explicou.

Questionamentos
Para professor Leonardo Silva, a mudança ocorreu basicamente para garantir o aumento de salário desses servidores. Lívia complementou afirmando que o momento é de crise e que a Prefeitura deveria repensar a proposta, inclusive extinguindo alguns cargos de confiança. Outro ponto levantado pela vereadora foi o remanejamento desses cargos, algo considerado irregular, e os boatos de que alguns ocupantes deles não estariam trabalhando.

Adriana negou. “Esses cargos são de Assistente de Coordenação. Eles não têm uma secretaria específica e podem ser locados em qualquer pasta”, explicou.

E prosseguiu: “Ainda assim, já estamos repensando essas questões até por um pedido dos vereadores da base. Quanto ao ‘enxugamento da máquina’, vamos demitir alguns cargos comissionados pelo fato de que não estão cumprindo suas funções”.

Aprovação
Os vereadores que votaram favoráveis ao projeto de estruturação da Prefeitura foram Altamir Zanetti (DEM), Geraldo César Santiago (PTB), João Heitor de Carvalho (PSDB), Jorge Hannas Salim Júnior (PDT), Robson Zanola (PSC), Rodrigo Deusdedit (PDT), Sebastião Roberto de Carvalho (PSL), Stefânio Pires (PSL) e Weriton Andrade (PSL).

 

Ordem do Dia
Na Ordem do Dia ainda constavam projetos de concessão de títulos de Cidadão Honorário e de diplomas de Honra ao Mérito; além da lei do “Bueiro Inteligente”. Todos foram aprovados por unanimidade.