? Acontece 1002 | Gazeta de São João del-Rei - O Jornal do Campo das Vertentes
SÃO JOÃO DEL-REI, Domingo, 19 de Novembro de 2017  •  Ano XX  •  O Jornal do Campo das Vertentes

Acontece 1002

Casamento
A imponente igreja de Nossa Senhora do Carmo, especialmente florida em tons de rosa, foi a escolha dos noivos Rose e Paulo José para a cerimônia religiosa de seu casamento. Convidados vieram de diversas cidades como Belo Horizonte, Campos Gerais, Três Pontas, Alfenas, Boa Esperança, Pitangui, Oliveira, Conselheiro Lafaiete, Barbacena, Lavras, São Paulo e Rio de Janeiro para num coro uníssono desejar ao jovem casal toda felicidade do mundo. A noiva é filha de Márcia Trindade de Paiva e Wilson Jorge Romero, residentes em Santa Cruz de Minas. São pais do noivo, Maria Consuêlo Abdala Miranda e Luiz Marques Rabelo, que moram em São João del-Rei.

Os noivos Rose e Paulo ladeados por seus pais, Márcia e Romero (à esq.), Luiz e Consuêlo na bela Igreja do Carmo - Foto: Studio Marie / Divulgação

Os noivos Rose e Paulo ladeados por seus pais, Márcia e Romero (à esq.), Luiz e Consuêlo na bela Igreja do Carmo – Foto: Studio Marie / Divulgação

A cerimônia
Conduzida por Padre Pedro Wiermam, a cerimônia teve entre os destaques a bela voz de Márcia Silva e música de Salomé Viegas e equipe pontuando todos os momentos. O noivo abriu o cortejo ao lado de sua mãe, seguidos pelos demais protagonistas: pais, padrinhos, damas e pajem. A entrada da linda noiva foi anunciada por trompetistas que percorreram a nave em três toques até o altar. Foi quando os olhares se voltaram para Rose, sorriso aberto e emoção em alta num dos momentos mais significativos de sua vida. O traje bordado em pedrarias foi complementado por delicado bouquet em lisiantus e flores nobres. No mais, dama de honra na condução das alianças, honrando os rituais, assim como chuva de arroz no cortejo de saída, entre as mais simpáticas tradições.

Celebrando a união
Noivos e seus pais receberam os cumprimentos em requintado espaço na Colônia do Marçal, embelezado por composições florais em rosas, lírios, gérberas e astromélias em total harmonia com a rusticidade chique do local. Iluminação cênica e lustres de cristal destacaram a beleza da ambientação, valorizando o dècor, como na espetacular mesa do bolo, guarnecida pelos mais finos doces. No auge de sua história, que começou tempos atrás, na universidade de Direito, os noivos tiveram entrada triunfal, aplaudidos vibrantemente pelos familiares e amigos. E comandaram a noite, sendo os últimos a deixarem a festa. Animada por requisitada banda de Campo Belo, a pista se manteve no auge, equilibrada por ritmos de bolero, samba e até músicas carnavalescas.

Noite memorável
E no embalo da noite não faltou espumante, whisky, os mais variados drinks, sem falar na cerveja artesanal fabricada pelo noivo. Um menu completo foi regiamente servido aos convidados, contemplando todos os gostos. Na madrugada, chinelo para o conforto das convidadas, trufas e brigadeiros gourmet para repor as energias. Na despedida, bem casados e alfajor foram finamente embalados com a medalha de Padre Victor. Em destaque, a beleza e produção dos convidados, em especial, as mães dos noivos, como Consuêlo, em sua discreta elegância. Noite de encontro e alegria, celebrando o amor e uma vida inteira pela frente. No roteiro da lua de mel, as belezas do Chile e da Argentina em duas semanas de viagem.

Feijoada carnavalesca
Se o melhor da festa é esperar por ela, diz o ditado, a Escola de Samba Bate-Paus, já antecipa o samba no Senhor dos Montes. Em ritmo de carnaval, a escola campeã deste ano, promoverá no domingo,19, a partir de 11h, a Feijoada da Verde e Rosa. Com atração musical garantida, o almoço festivo será no espaço Brindar Eventos, que fica no Senhor dos Montes, bairro da escola. A participação da bateria “Tsunami” e do casal de mestre-sala e porta-bandeira da escola anunciam o que vem por aí! Para o carnaval 2018, a Bate-Paus aposta no bicampeonato levando para a avenida o enredo “A verde e rosa conta a história do Guaraná, força que vem da natureza”. O samba-enredo, que será lançado no evento, é de autoria dos compositores Jussara Marcelino e Kiko. Convites a R$ 15 no local.

Noite de Samba
Figurinista por excelência, artista de sensibilidade aguçada, Mamélia vestiu as mesas do Centro Cultural com toalhas floridas em harmonia com o teto de guarda-chuvas coloridos e o clima de alegria e samba. Antecedendo as homenagens, o cantor Wesley Mumu e o grupo Corda e Caçamba subiram ao palco atraindo para a pista amigos do samba e dos homenageados, que lotavam o Centro cultural no fim de semana prolongado pelo feriado.

Os anfitriões Mamélia Dornelles e Jota Dangelo - Foto: Gazeta

Os anfitriões Mamélia Dornelles e Jota Dangelo – Foto: Gazeta

Medalha
Num intervalo do samba, Dangelo subiu ao palco e abriu a cena, recitando Fernando Pessoa. O restaurador, historiador e artista multifacetado, Carlos Magno de Araújo entregou a medalha Virgílio Dangelo a Alzira Agostini e foi com entusiasmo e admiração que falou da amiga e gestora cultural: “Alzira merece todo o reconhecimento, é por ela que estou aqui” disse, destacando o trabalho da homenageada em tantas frentes, em prol da cultura, da arte e da cidadania. Por sua vez, Alzira disse: “temos uma história de gente destemida, querida, alegre, disposta a viver bem e fazer valer a oportunidade e a benção de ter nascido ou de viver nesta terra sagrada”. O médico e vereador Altamir Zanetti recebeu a medalha de André Dangelo, que oportunamente enalteceu o homenageado pelo trabalho dedicado em todas as frentes a que se propõe, destacando também o entusiasmo com o carnaval e as artes, como legítimo membro da família Zanetti. No mais, noite de samba e encontro de amigos, com os anfitriões Mamélia e Dangelo e os cuidados de Rogéria Gomide.

Presenças
Entre muitos, estavam lá Teka Neves e Cláudio, Antonina e Carminha Neves, Cláudio e Beth Viegas, Mozart Dornelles e Luziel, Adriana Neves, Paulo Dornelles, André e Vanessa, Betina e Betinha Neves, Magda Alvarenga, Chico, Lena e o filho Marcos, Ana Amélia, Antônio José e Zeli, Luiz Carlos e Taciana, Alcilene e Alcimara Zanetti, Maria Raimunda e Dodora, Wander e a filha Isa Haddad, Zélia Quaglia, Jane Rangel, Teresa, Tânia e Adriana Camarano com a filha Gabriela, Cristina Resgalla e Silvano Freitas.

Os homenageados Alzira Haddad e Altamir Zanetti (ao centro) com André Dangelo (à esq.), Jota Dangelo e Duane, eleita Musa da Primavera - Foto: Gazeta

Os homenageados Alzira Haddad e Altamir Zanetti (ao centro) com André Dangelo (à esq.), Jota Dangelo e Duane, eleita Musa da Primavera – Foto: Gazeta

Ecos do Troféu
Uma cerimônia emocionante, merecidas homenagens e uma festa linda, celebrando todo o sucesso consolidado ao longo de dez edições. É o Troféu TV Campos de Minas 2017 que leva o nome do grande homenageado da edição: Dr. Frederico de Castro Escaleira. Mais enxuto em seu formato e lapidado em sua proposta de destacar pessoas e instituições valorosas em diversos seguimentos, dez categorias profissionais foram agraciadas com o Troféu. Conduzidas com desenvoltura e zelo pela equipe de Karina Vianini Cerimonial & Eventos, solenidade no Teatro Municipal e grande festa no Sport Center Fernando Magno são memória viva na cidade.

O homenageado Frederico Escaleira com a esposa Thais e os três filhos do casal em noite de gala no Teatro Municipal - Foto: Jairo Vieira / Divulgação

O homenageado Frederico Escaleira com a esposa Thais e os três filhos do casal em noite de gala no Teatro Municipal – Foto: Jairo Vieira / Divulgação

Surpresa e emoção

A dermatologista Pollyana Maia de Faria, indicada na Categoria Profissional da Saúde, ao lado do marido Pedro Cordeiro de Andrade Reis, também médico - Foto: Jairo Vieira / Divulgação

A dermatologista Pollyana Maia de Faria, indicada na Categoria Profissional da Saúde, ao lado do marido Pedro Cordeiro de Andrade Reis, também médico – Foto: Jairo Vieira / Divulgação

Vencedor na categoria Empresário, tendo sido indicado ao prêmio em oito edições, Eduardo José Bergo comemora: “Para nós empresários, que nos esforçamos para oferecer o melhor, é muito gratificante ver o trabalho reconhecido. Divido este troféu com quem está ao meu lado diariamente, como minha mulher Cristina, meus filhos, funcionários e sobretudo, aos mais de15 mil clientes fiéis. Ninguém faz nada sozinho.”

Para a filha do grande empresário, a primogênita Letícia Bergo, fazer parte dessa história é motivo de orgulho: “Meu pai ficou muito emocionado, tanto que não foi possível fazer seus agradecimentos. Seu pensamento foi por toda a família Bergão, hoje com um corpo colaborativo de 550 pessoas. É através deles e por eles que conquistamos esse reconhecimento de São João del- Rei. Só temos a agradecer”, disse a jovem Letícia.

João Vitor Monteiro, indicado na categoria Empresário, com a mãe Paula e a irmã Júlia. A família Monterrey em noite de celebração - Foto: Jairo Vieira / Divulgação

João Vitor Monteiro, indicado na categoria Empresário, com a mãe Paula e a irmã Júlia. A família Monterrey em noite de celebração – Foto: Jairo Vieira / Divulgação

A presidente do Conselho Curador da Fundação Cultural Campos de Minas, Dra. Juliane Menezes Machado com o desembargador Dr. Rogério Medeiros (esq.), o homenageado Dr. Raimundo Cândido Júnior, o bispo Dom Célio e o médico Euclides Garcia de Lima Filho (Tidinho) - Foto: Jairo Vieira / Divulgação

A presidente do Conselho Curador da Fundação Cultural Campos de Minas, Dra. Juliane Menezes Machado com o desembargador Dr. Rogério Medeiros (esq.), o homenageado Dr. Raimundo Cândido Júnior, o bispo Dom Célio e o médico Euclides Garcia de Lima Filho (Tidinho) – Foto: Jairo Vieira / Divulgação

Tenente Coronel Queiróz, comandante do 38º BPM, recebe o troféu do juiz Pedro Persekian, diretor do Fórum de SJDR, Major Luiz Eduardo Coelho, subcomandante do 38º BPM recebe o troféu de Dr. Helena DeLa Mônica, vice-presidente da OAB-MG, e Capitão Tavares, comandante da 189ª Cia de Polícia Militar, recebe o troféu do reitor do Uniptan Ricardo Assunção Viegas: noite de homenagens - Foto: Jairo Vieira / Divulgação

Tenente Coronel Queiróz, comandante do 38º BPM, recebe o troféu do juiz Pedro Persekian, diretor do Fórum de SJDR, Major Luiz Eduardo Coelho, subcomandante do 38º BPM recebe o troféu de Dr. Helena DeLa Mônica, vice-presidente da OAB-MG, e Capitão Tavares, comandante da 189ª Cia de Polícia Militar, recebe o troféu do reitor do Uniptan Ricardo Assunção Viegas: noite de homenagens – Foto: Jairo Vieira / Divulgação

LUXO E LIXO
Luxo foi a I Mostra de Negócios Uniptan, realizado na última terça-feira, 7, envolvendo alunos dos cursos de Administração e Ciências Contábeis. A Mostra tem o objetivo de estimular o aprendizado e o desenvolvimento da capacidade empreendedora dos estudantes. Com o apoio do Núcleo de Empreendedorismo do Uniptan (Neuni), foram desenvolvidos projetos inovadores cujas ideias poderão evoluir em produtos e serviços capazes de efetuar mudanças na sociedade.
Lixo é a proliferação de pombos na cidade e a dificuldade do setor de Zoonoses da prefeitura em solucionar o problema, que afeta moradores do Centro Histórico e diversos bairros da cidade. Além do barulho e da sujeira causadas pelos pombos, sempre em bandos, infecções respiratórias são atribuídas às fezes das aves, exigindo uso de luvas e máscaras no caso da limpeza das casas.