? Acontece 1028 | Gazeta de São João del-Rei - O Jornal do Campo das Vertentes
SÃO JOÃO DEL-REI, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018  •  Ano XX  •  O Jornal do Campo das Vertentes

Acontece 1028

Nascimento
E de repente…..nasce uma princesa! Ela é Marcela, que ganhou o nome do pai são-joanense, Marcelo Ramos, o festejado maestro, ex regente titular da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais (OSMG), professor Dr. da Escola de Música da UFMG. A mãe, Elânia Diniz, coordenadora pedagógica, é de Itabira. Os avós paternos são Enny Ramos e o saudoso maestro e compositor Geraldo Barbosa. A querida Enny, artista da costura, chegou em Belo Horizonte para o nascimento, 29 de abril. “Depois de três filhos homens, meu caçula me dá esse presente”, disse a avó, encantada. Os avós maternos, Miraci Lage Diniz e José Geraldo Diniz, moram em Itabira.

 A estimada Enny Ramos com o filho Marcelo e a primeira neta. A essa mãe e avó guerreira, a homenagem desta coluna pelo dia das Mães - Foto: Acervo Pessoal

A estimada Enny Ramos com a primeira neta. A essa mãe e avó guerreira, a homenagem desta coluna pelo dia das Mães – Foto: Acervo Pessoal

A festa da vida
Festejar a vida e o que ela tem de melhor! É assim na infância, aos 15 anos e vida afora. Os são-joanenses sabem bem disso e tudo é motivo de celebração!

90 Anos
Discreto por excelência, José Rivetti chega aos 90 anos e a data foi motivo de festa e celebração. Em honra do patriarca, viúvo de Maria Margarida Alacoque, familiares e amigos se reuniram num dia inesquecível pela alegria. Houve um momento de reflexão e ação de graças, com missa na Igreja de São Gonçalo. Após a celebração, almoço festivo no sítio da família, próximo à Madre Deus de Minas, reunindo os filhos Alexandre Magno e Geraldo Magela, os netos Lucas e Bianca, a nora Raquel, irmãos, sobrinhos, primos e amigos.

Ele merece
Nascido em Oliveira, José Rivetti veio jovem para São João del-Rei e aqui se estabeleceu e construiu a sua família. Empreendedor, dedicou-se ao comércio no ramo de farmácia e corretagem de imóveis, atuando no Clube de Diretores Logistas e na ACI del-Rei como diretor de SPC. Entre suas contribuições para a cidade, a vinda de uma cooperativa de leite. Seu trabalho voluntário ganhou ainda mais destaque no campo social como um dos colaboradores da Sociedade de Auxílio à Criança Enferma (Sace), criada em 1960. Ao lado do saudoso Padre Luiz Zsver, fundador da APAE de São João, atuou na entidade desde sua fundação, em 1976, desenvolvendo ações em prol da recuperação dos alunos com necessidades especiais. Que sua saúde e lucidez sejam preservadas e suas obras e ideais possam influenciar seus descendentes disse a nora Raquel Silveira Santos.

O aniversariante José Rivetti ao lado dos filhos Alexandre (esq.) e  Geraldo - Foto: Acervo Pessoal

O aniversariante José Rivetti ao lado dos filhos Alexandre (esq.) e Geraldo – Foto: Acervo Pessoal

60 Anos
Imaginem uma pessoa vibrante, com disposição e energia para festejar, sem falar num entusiasmo de dar gosto! Foi assim com a são-joanense Cida Santos, que planejou detalhadamente o seu aniversário de 60 anos. Com acerto nas escolhas, organização e a antecedência que convém às grandes ocasiões, a aniversariante deu asas à imaginação e o resultado não podia ser melhor: uma festa única no estilo, na generosidade com os convidados e na contagiante alegria da protagonista. Uma noite inesquecível pelos bons momentos, como deve ser, quando se celebra a vida!

Opção pela felicidade
Uma mensagem de otimismo deu o tom da noite: “Acredite sempre em você, nos seus sonhos e jamais desista de ser feliz!” Com este recado, em texto lido pela amiga Karina Vianini, em momento especial da noite, Cida Santos resumiu sua história de lutas, os 18 anos de trabalho na Apadec, recomeços e vitórias e que mereceu a celebração dos 60 anos. Ao lado da filha única Viviane, dos netos Fernando e Júlia, e da mãe Julieta, 82, fez jus ao seu grande momento e sua alegria contagiou a noite. Com elegância, recebeu cada convidado e honrou todo o ritual planejado.

Anos 60
A decoração se valeu da riqueza do tema “Anos 60” e os convidados embarcaram no túnel do tempo, vestindo-se a caráter. O Salão Nobre do Athletic Club foi transformado pela criatividade do décor em preto e branco destacado pela beleza de astromélias e rosas vermelhas em grandiosos arranjos. As mesas de convidados ganharam toalhas pretas de bolinhas brancas, assim como os balões a gás. Discos de vinil completaram o clima, fiel à leveza dos anos dourados. Na mesa de doces, valorizada por painel de led, o apogeu do rock com o auge dos Beatles foi tema recorrente. A lambreta, outro hit dos anos 60, também não foi esquecido e apareceu em biscuit, sobre o lindo bolo de três andares nas cores da festa. Do convite à excelência do buffet, passando pela pista animadíssima, com flash back dos anos 60, nada foi esquecido. Sem falar na cabine de fotos e nos mimos diversos com que a aniversariante brindou cada convidado na despedida.

Cida Santos em traje típico anos 60 com a filha Viviane e os netos Júlia e Fernando: feliz! - Foto: Vital Del Rei / Divulgação

Cida Santos em traje típico anos 60 com a filha Viviane e os netos Júlia e Fernando: feliz! – Foto: Vital Del Rei / Divulgação

Grande momento
Cida teve entrada triunfal e chegou em carro antigo, ocasião em que todos se dirigiram à varanda do Athletic para aplaudir. Em traje típico dos anos 60, ganhou os salões acompanhada da neta Júlia, 6, que usou vestido idêntico. A música escolhida foi Tocando em frente de Almir Satter, que disse tudo. Foi quando a amiga Karina leu sua mensagem aos convidados, além do neto Fernando, que homenageou a avó com lindo texto escrito por ele mesmo, onde declara seu amor: “Só tenho a agradecer por tantos anos ao seu lado. Anos de histórias, de aprendizado, de crescimento e amadurecimento. Alguém que faz o bem, simplesmente por fazer, deve receber o máximo de gratidão possível. Parabéns por essa trajetória brilhante e batalhadora que você percorreu ao longo dessas seis décadas. Você é um exemplo pra todo mundo. Um exemplo de superação, de volta por cima. Que a força que você tem seja nosso combustível nos dias mais difíceis. Obrigado, vovó!”

 A aniversariante Cida Santos com a amiga Karina Vianini e em carro de época: fiel anos anos 60 - Foto: Vita Del Rei / Divulgação

A aniversariante Cida Santos com a amiga Karina Vianini e em carro de época: fiel anos anos 60 – Foto: Vita Del Rei / Divulgação

99 Anos
Quem não conhece D. Isarina Kanaan El-Corab está perdendo! Alegre e receptiva, a matriarca libanesa, quase centenária e muita lúcida em seus 99 anos, ganhou festa de aniversário e a data foi motivo de encontro da grande família. A confraternização informal, na casa onde sempre viveu, na Praça Afonso Dalle, foi ao estilo árabe: fartura acima de tudo, além da família e amigos reunidos em torno da boa mesa. Aniversariante do dia 22, a comemoração foi antecipada para o sábado, 21, tornando festivo e especial todo o fim de semana.

Grande matriarca
No fim de semana em que todas as atenções se voltam para as mães, pela celebração de seu dia, esta coluna homenageia D. Isarina, mãe de 15 filhos e cuja descendência soma 31 netos e 18 bisnetos! Ao lado do primo libanês José Ibrahim El-Corab construiu a sua família e a sua história. Em sua festa de aniversário, teve a alegria de ver reunidos 13 filhos: filhos Elizabeth, Leila, José Ibrahim, Raimundo, Francisca, Roseleine, Jorge, William, Ângela, Marcelo, Fernando, Charles, Soraya. Ibrahim José e João José são falecidos. “Todos tem José no segundo nome”, explicou a filha Ângela.

À moda árabe
Filha e esposa de libaneses imigrantes, D. Isarina nasceu no Brasil, embora os irmão mais velhos tenham nascido no Líbano, Era natural, portanto, que a família preservasse todas as tradições de origem. E assim, comidas típicas da culinária árabe como mafuf, conhecido como charuto), kafta, mjadra (arroz com lentilha à moda árabe), homus tahine) e outros pratos fizeram a alegria dos descendentes, amigos e vizinhos de uma vida inteira convidados para o aniversário. Sem falar nos coquetéis, bombons e no grande bolo para o parabéns.

Dia de festa
Com início às cinco da tarde, a festa se estendeu até 1 da manhã. Às dez horas D. Isarina se despediu, contou a filha Angela. Houve tempo para abraçar e brindar, para cantar o parabéns e agradecer pela longevidade da aniversariante, com benção de Pe. Alisson Sacramento. Entre os destaques da comemoração, a música árabe de Wael kfury, cantor libanês de quem D. Isarina é fã, além da camiseta que vestiu toda a família, com fotos da aniversariante em três etapas da vida e a frase: Isarina é só amor! E isso resumiu todo o espírito da celebração.

D. Isarina Kanan El-Corab celebra 99 anos: grandes momentos em família! - Foto: Acervo Pessoal

D. Isarina Kanan El-Corab celebra 99 anos: grandes momentos em família! – Foto: Acervo Pessoal

Bazar da Sobremesa
“Mãe merece um doce momento” diz o cartaz que anuncia o Bazar da Sobremesa, campanha promovida pelo Lions Clube em prol da casa de recuperação Pe. Pedro Teixeira Pereira. Para adoçar o Dia das Mães, a venda de sobremesas feitas pelas companheiras e amigas do Lions Clube acontece hoje, de 10h às 16h, no Shopping Hills. 1º piso. A coordenação da campanha é de Mara Assis.

Lions
E o Lions não para por aí. Na próxima sexta-feira, 18, em parceria com o SindJovem (Conselho de jovens empreendedores do Sindcomércio de SJDR) o clube promove o jantar “O Sabor da Ajuda”, no Santíssimo Resort, em Tiradentes. O evento, com a boa música do Minas ao Luar, tem a assinatura do chef Mauro César de Paula e a excelência do Senac Grogotó. A campanha é em prol da Casa Assistencial Semente do Amanhã e do tratamento de saúde de Keyla Cristina, que precisa urgente da ajuda de todos. Os ingressos podem ser adquiridos por R$150 na Miga Sport, Eletrobraga, ToQaia e Lollipop.

Esclarecimento
Na edição passada, na nota referente ao jovem médico Dr. Phillipe Geraldo, seu nome completo é Phillipe Geraldo Teixeira de Abreu Reis, filho de Débora Abreu e José Miguel Reis.

 O que dizer das MÃES, esse ser iluminado que dá graça e sentido à nossa vida? Toda homenagem é pouca, todo agradecimento é ínfimo, toda descrição incompleta. Que Drumond me represente nesta tentativa: “Mãe não tem limite / É tempo sem hora / Luz que não apaga / Quando sopra o vento / E a chuva desaba / Veludo escondido / Na pele enrugada / Água pura, ar puro / Puro pensamento” (trecho do poema Para Sempre). Na foto Emília Dillinger Oubrier com a filha Clara, 3, à espera de Theo - Foto: Acervo pessoal

O que dizer das MÃES, esse ser iluminado que dá graça e sentido à nossa vida? Toda homenagem é pouca, todo agradecimento é ínfimo, toda descrição incompleta. Que Drumond me represente nesta tentativa: “Mãe não tem limite / É tempo sem hora / Luz que não apaga / Quando sopra o vento / E a chuva desaba / Veludo escondido / Na pele enrugada / Água pura, ar puro / Puro pensamento” (trecho do poema Para Sempre). Na foto Emília Dillinger Oubrier com a filha Clara, 3, à espera de Theo – Foto: Acervo pessoal

LUXO & LIXO

Luxo é fazer a felicidade de sua mãe dizendo bem alto ou ao pé do ouvido, o quanto você é louco por ela! Aproveite o dia das mães e declare o seu amor!
Lixo é o descuido cotidiano; com a cidade, o trânsito, o lixo; com a saúde, a natureza, os animais, com o trabalho, o patrimônio, as boas ações, mas sobretudo o descuido com as pessoas.