? Cavaleiros incentivam leitura nas Vertentes | Gazeta de São João del-Rei - O Jornal do Campo das Vertentes
SÃO JOÃO DEL-REI, Quarta-feira, 18 de Julho de 2018  •  Ano XX  •  O Jornal do Campo das Vertentes

Cavaleiros incentivam leitura nas Vertentes

Levar e incentivar a leitura e a cultura para as crianças. Foi com esta proposta que, durante dez dias, o grupo Cavaleiros da Cultura passou por cidades do Campo das Vertentes e também da Zona da Mata, promovendo um maior contato com o mundo dos livros. O grupo, percorreu ao todo 260 Km, realizando o trajeto entre as cidades de Santa Cruz de Minas e Rio Novo.

 Cavaleiros da Cultura passaram pelo Marco Zero em Santa Cruz de Minas - Foto: Carlos Oscar Niemeyer Magalhães / Divulgação

Cavaleiros da Cultura passaram pelo Marco Zero em Santa Cruz de Minas – Foto: Carlos Oscar Niemeyer Magalhães / Divulgação

O presidente da Associação Cavalheiros da Cultura, Carlos Oscar Niemeyer, conta que o objetivo principal desta ação foi o de promover o estímulo à leitura. Além disso, os seis cavaleiros distribuíram um total de 3 mil kits de leitura, contendo mais de 15 mil livros de literatura, nas escolas municipais das cidades em que passaram. “Nós tentamos dar para estas crianças e perspectiva de um futuro melhor. Porque é somente com a leitura, a educação e a cultura, que a gente pode transformar a nossa realidade”, afirma.

Recepção nas vertentes
Tendo como ponto de partida o Marco Zero da Estrada Real, entre as cidades de Santa Cruz de Minas e Tiradentes, no dia 29 de junho, o presidente conta que a receptividade das crianças dos municípios foi muito grande superado as expectativas. “A recepção foi muito boa, os órgãos públicos nos apoiaram em tudo que precisávamos. As escolas levaram várias crianças para o encontro, a gente deu início a viagem com a alma lavada, ocorrendo do jeito que a gente queria: ver crianças e adultos interessados sobre a literatura”.

Carlos ainda conta que foi feito uma roda de conversa com alunos apresentando o projeto. “Lá no Marco Zero mesmo fizemos um bate papo rápido sobre o projeto e o que estávamos esperando com as entregas dos kits. Como a nossa saída ocorreu em um final de semana, fiquei muito surpreso com a quantidade de crianças que compareceram, tinham cerca de 160 crianças dos dois municípios”, relembra o presidente.
As demais cidades que receberam a visita do grupo foram: Dores de Campos, Ressaquinha, Senhora das Dores, Desterro do Melo, Mercês, Silveirânia, Rio Pomba e Rio Novo; passando também por várias comunidades e distritos destes municípios.

Trajeto
Carlos Oscar Niemeyer, presidente da Associação, conta que a escolha do trajeto foi feita com base na obra de Fernando Sabino, “O Grande Mentecapto”, onde conta as histórias das expedições feitas pelo personagem “Geraldo Viramundo” pelas cidades de Minas Gerais. “Fernando Sabino será o nosso homenageado no Festival de Literatura e nós escolhemos as cidades com base neste personagem, onde ele percorre e desbrava várias cidades saindo desde Ouro Preto, passando pelas Vertentes e Zona da Mata”. O Festival de Literatura de Minas Gerais, ocorre no mês de setembro na cidade de Rio Novo.

Cavaleiros da Cultura
A Associação Cavaleiros da Cultura, foi criada em 2008, com o propósito de desenvolver projetos de incentivo à leitura voltados para crianças e adolescentes. Como instrumento, a instituição escolheu as cavalgadas culturais, apostando em regiões distantes do país.

Niemeyer conta que a primeira cavalgada ocorreu no ano de 2007, quando 16 cavaleiros participaram da “Cavalgada do Centenário de Oscar Niemeyer”, seu avô. Nesta época foram distribuídos 12 mil livros em 25 bibliotecas e escolas públicas de cidades do interior de Minas e São Paulo.

Em 2018, os cavaleiros comemoram dez anos de criação do projeto. O presidente conta que já foram realizadas mais de dez cavalgadas e neste ano, eles chegam a marca de 1 milhão de livros doados. “Nós nos inspiramos para realizar as cavalgadas e, por consequência o surgimento da Associação, em uma frase que meu avô sempre dizia: ‘leva um livro para cada cidade em que você passar’. Hoje nós mantemos uma casa de leitura na cidade sede que é Rio novo, onde também realizamos diversas ações e oficinas ao longo do ano”, finaliza o presidente da Associação Cavaleiros da Cultura, Carlos Oscar Niemeyer.