? Pelas Esquina: Tópicos | Gazeta de São João del-Rei - O Jornal do Campo das Vertentes
SÃO JOÃO DEL-REI, Sábado, 20 de Outubro de 2018  •  Ano XXI  •  O Jornal do Campo das Vertentes

Pelas Esquina: Tópicos

Questão de marketing

Estamos às vésperas de um dos momentos religiosos mais importantes da cidade: a festa de Nossa Senhora da Boa Morte. Acontecimentos litúrgicos em São João del-Rei, como a Semana Santa, mas também os festejos de N.S. das Mercês, de N.S. do Monte Carmelo e este que ocorrerá na próxima quarta-feira, além da sua atração puramente religiosa, uma questão de fé, uma participação espiritual da comunidade são-joanense, têm todos eles as condições essenciais que os transformam em atração turística. Diga-se, atração de turismo religioso. Nunca foi dado, em nossa cidade, a importância devida às estratégias de publicidade que merecem as nossas procissões religiosas. Dificilmente encontra-se paralelo, na maioria dos estados brasileiros, às nossas procissões, particularmente às festividades que mencionei acima. Independentes do seu sentido místico e religioso, são marcos fundamentais de atração turística e mereceriam cuidados profissionais de marketing para atrair visitantes e movimentar nossa economia. Tanto é assim, que não se vê, nem se lê, referências expressas àquelas festividades em nenhum órgão impresso ou canal de TV. Não estou falando da eventual cobertura dos eventos. Falo da publicidade anterior a eles nos grandes centros do país, capazes de atrair maior número de turistas. Uma pena, uma oportunidade perdida. Temos, evidentemente, uma onda turística nestes eventos, mas boa parte dos turistas são são-joanenses que residem fora de São João. Uma boa publicidade poderia aumentar, em muito, o fluxo turístico religioso das nossas festas litúrgicas.

Questão de fanatismo

Perguntar não ofende. Com qual justificativa, com quais razões, os órgãos que realizam pesquisas, como Datafolha, Paraná, Ibope, justificam a colocação do nome de Lula nas pesquisas eleitorais? Lula está preso, condenado em segunda instância, por órgão colegiado, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, com enriquecimento ilícito, trancafiado numa cela especial em Curitiba e, sabidamente, inelegível segundo a Lei da Ficha Limpa, aliás criada em seu governo e aprovada inclusive pelo PT no Congresso. Porque incluir o seu nome em pesquisas eleitorais? E mais: não é que o PT realizou convenção e indicou Lula como candidato, sabendo que isto é absolutamente ilegal? O PT faz alarde: “Já derrubaram uma presidenta eleita. Agora, querem vetar o direito do povo de escolher livremente o próximo presidente”. Não, não. Não é nada disto. O que é vetado, de acordo com a Lei da Ficha Limpa, é a candidatura de um condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro.

Pêsames

Meu amigo Júlio Vieira, o inesquecível artesão carnavalesco, artífice das iluminuras que decoravam a Tancredo Neves para o desfile de outros tempos das Escolas de Samba, o técnico da cenografia do Lava-pés e do Descendimento da Cruz na Semana Santa, o respeitado sineiro das Mercês e outros templos são-joanenses, faleceu nesta semana. Luto completo. Tristeza. Solidariedade para com a dor da família.