? Hemominas de São João precisa de sangue O positivo e O negativo | Gazeta de São João del-Rei - O Jornal do Campo das Vertentes
SÃO JOÃO DEL-REI, Quinta-feira, 27 de Junho de 2019  •  Ano XXI  •  O Jornal do Campo das Vertentes

Hemominas de São João precisa de sangue O positivo e O negativo

O período de férias é uma época de preocupação para o Hemominas de São João del-Rei já que o estoque de sangue costuma ficar mais reduzido. Além disso, segundo a captadora Elisabeth dos Santos, a vinda do tratamento oncológico para a cidade tem ampliado a solicitação de bolsas de sangue principalmente dos tipos sanguíneos O positivo e negativo. “Nosso estoque está 20% abaixo no tipo sanguíneo O positivo e 30% no negativo. A Santa Casa está fazendo junto aos familiares de pacientes um trabalho de conscientização sobre a importância de doação de sangue. E de ter o doador de reposição para que não falte para ninguém. ”, explicou.

Somente 30% dos doadores cadastrados realizam com frequência a doação de sangue - Foto: Divulgação

Somente 30% dos doadores cadastrados realizam com frequência a doação de sangue – Foto: Divulgação

Elisabeth ressaltou ainda que já no Hemominas da cidade para a reposição desse tipo sanguíneo eles estão fazendo um trabalho diferenciado. “Temos incentivado os doadores dos sangues O positivo e O negativo através de carta ou ligação para que eles façam doação com frequência”.

A captadora explica ainda que em São João tem 56 mil doadores cadastrados e que desse total, cerca de 30%, doam com fidelidade, ou seja, no mínimo duas vezes ao ano. Elisabeth ainda faz um apelo para que as pessoas doem sangue antes de viajar. “Período de férias as pessoas não comparecem e é a época que mais acontecem acidente. Então chamo a todos que doem antes de viajar. Passe no Hemominas, faça sua doação e depois segue viagem”, brincou.

Mudança
A mudança de horário de atendimento foi outro ponto que a captadora destacou na entrevista. O Hemominas funciona na segunda-feira pela tarde, das 14h às 18h30, os demais dias da semana, de terça a sexta-feira, mantêm o mesmo horário, das 7h30 às 11h30. “Essa mudança é uma demanda antiga dos nossos doadores que não podem comparecer na parte da manhã por causa do trabalho. Eles pediram que pelo menos um dia funcionasse a tarde. Foi o que fizemos”, explica Elisabeth.

Quem pode doar
Podem doar sangue as pessoas que estejam bem de saúde, com peso acima de 50kg, que não tenham tido hepatite após os 11 anos de idade, que estejam fora do grupo de risco de contrair doenças sexualmente transmissíveis e que tenham entre 16 e 69 anos. O doador deve levar documento de identidade. “É preciso ressaltar que se o candidato tiver mais de 60 anos e for doar pela primeira vez, ele não pode ser mais doador. Os voluntários devem estar bem alimentados quando forem doar, não precisam estar em jejum”, finaliza.