? Retratos das Vertentes 1067 | Gazeta de São João del-Rei - O Jornal do Campo das Vertentes
SÃO JOÃO DEL-REI, Domingo, 21 de Abril de 2019  •  Ano XXI  •  O Jornal do Campo das Vertentes

Retratos das Vertentes 1067

Por Roseli Santaella Stella

Ainda sobre Frei Veloso…
Com a expulsão dos jesuítas do Brasil em 1759, vários templos religiosos estavam em estado deplorável de abandono. Assim, em 1781, Frei José Mariano da Conceição Veloso encontrou a Igreja de São Miguel, localizada na aldeia do mesmo nome, na atual cidade de São Paulo.
Para proteger a recém criada vila de São Paulo, em 1560 o Padre José de Anchieta, hoje Santo, estrategicamente, fundou a povoação cristã à margem do Rio Tietê. Em 1622, outra edificação maior substituiu o velho templo, um dos mais antigos do Brasil, edificado no interior, fora da linha litorânea. Construído sob a orientação jesuíta, a Igreja de São Miguel ainda guarda obras únicas, entalhadas na madeira, que atestam a produção artística do índio nativo no Brasil e outros trazidos do Alto Peru nas incursões que se faziam em território da América espanhola.
Ao assumir a Igreja de São Miguel, Frei Veloso teve a sensibilidade de preservar totalmente a antiga Igreja, restaurando a construção existente. Fez ainda obras de ampliação, mas sem desmanchar qualquer parede que havia. Por exemplo, ampliou o pé direito, ou altura da nave central, introduzindo o adobe como material construtivo já utilizado em Minas Gerais. Graças ao aguçado senso artístico adquirido no contato com jóias da arquitetura barroca, especialmente, em Tiradentes e São João del Rei, Frei Veloso percebeu que a simplicidade daquele templo de proporções monumentais para a época, representava exemplar único da arquitetura paulista com mãos indígenas, ou seja, hoje um dos poucos do sec. XVII ainda existentes no Brasil e preservados graças a Frei Veloso. Ainda no entorno da Igreja deixou registrado o seu conhecimento como botânico. Plantou árvores de jacarandá mimoso, popularmente conhecido como árvore de São Miguel. E fica aqui a curiosidade: quem teria plantado as árvores de São Miguel encontradas em Tiradentes, próximas de igrejas como a das Mercês? Simples curiosidade ao lembrarmos das árvores de São Miguel, em São Miguel, onde Frei Veloso deixou plantada a sua obra.

*Doutora em História pela USP