? EXPOSIÇÃO NO CENTRO CULTURAL UTILIZA O BORDADO PARA RELEMBRAR MEMÓRIAS DA INFÂNCIA | Gazeta de São João del-Rei - O Jornal do Campo das Vertentes
SÃO JOÃO DEL-REI, Quinta-feira, 27 de Junho de 2019  •  Ano XXI  •  O Jornal do Campo das Vertentes

EXPOSIÇÃO NO CENTRO CULTURAL UTILIZA O BORDADO PARA RELEMBRAR MEMÓRIAS DA INFÂNCIA

Termina neste fim de semana a exposição “A Casa das Coisas”, do artista espírito-santense, Rick Rodrigues. A mostra, que está na Galeria Principal do Centro Cultural da UFSJ, conta com apresentação de desenhos bordados sobre lenços de algodão, galhos, sacolas plásticas e fitas voil, dentre outros materiais.

artista aprendeu a bordar durante a infância - Foto: luís paulo júnior  / divulgação

Artista aprendeu a bordar durante a infância – Foto: Luís Paulo Júnior / Divulgação

A criatividade do artista é notória, ao unir brinquedos, dobraduras e miniaturas de sua coleção pessoal ou que tenham sido recolhidos de outros lugares, com o objetivo de promover a imersão em memórias vividas ou inventadas. A partir de uma pesquisa realizada em 2015, o artista passou a utilizar o bordado em seus trabalhos.

Quando ainda criança, Rick observava seu irmão mais velho costurar couro na fazenda de seus avós maternos e foi nessa época que aprendeu a técnica que utiliza em suas obras. Primeiramente o bordado era feito em papel; depois passou a ser empregado em lenços, até chegar em um acervo variado de materiais, como é visto atualmente. “O bordado aconteceu de maneira bem intuitiva na minha produção artística. Ainda o chamo de desenho. Custo para assumir que bordo, pois cheguei até essa estratégia, pesquisando o desenho híbrido e os mais variados suportes e maneiras de se esgotar o desenho. No entanto, aprendi a costurar (bordar) com o meu irmão mais velho Zenas, hoje já falecido”, conta Rick.

Rodrigues provoca os visitantes, para reviverem memórias. “Gosto das projeções que o público faz quando se depara com os pequenos mundos que crio. São carregados de nostalgia. É sempre um convite para revisitar as memórias afetivas de cada um. Retornar aos quintais da infância, reviver as brincadeiras, sonhos e fantasias”, reflete. A exposição estará disponível para visitação até amanhã de 8h às 20h. O Centro Cultural UFSJ está localizado na Praça Dr. Augusto das Chagas Viegas, n° 17, Centro.

SOBRE O ARTISTA
Rick rodrigues é artista plástico e Mestre em História, Teoria e Crítica da Arte, pelo programa de Pós-graduação em Artes pela Universidade Federal do Espírito Santo. Expõe constantemente no Estado do Espírito Santo e em Salões de Arte nacionais, além de ter participado de duas exposições coletivas internacionais, em Madrid (Espanha), em 2016 e Porto (Portugal), no ano de 2014.

SAGRADO SECULAR
Está em exposição, também no Centro Cultural, a mostra “Sagrado Secular na Galeria Escada”. As obras são do artista Fausto Oliveira e estão disponíveis para visitação até o dia 7 de julho. Têm o objetivo precípuo de revelar o lado e adjetivos humanos presentes nos deuses da mitologia.